top of page
Buscar
  • Foto do escritorKantai Papéis de parede

O Significado das Cores na decoração ao Redor do Mundo

Depois do nosso recesso de final do Ano, voltamos com força total em 2022 e já tem texto fresquinho sobre o significado das cores na decoração ao redor do mundo.


As cores influenciam a maneira como vemos nosso mundo. Aqui está um olhar aprofundado sobre o que as cores simbolizam em diferentes culturas nas decorações ao redor do mundo.

 

Se você já ficou vermelho de raiva ou verde de inveja, já vivenciou o poder das cores na hora de descrever ideias e emoções intangíveis. Na arte e na antropologia, na decoração o simbolismo das cores refere-se à capacidade da cor de transmitir significados para quem a vê. Embora existam algumas associações universais que as pessoas tendem a realizar com uma determinada cor, a simbologia é muitas vezes arraigada socialmente. Os significados das cores podem ser dramaticamente diferentes de cultura para cultura e é por isso que que os papéis de parede Kan Tai contam com uma gama infirnita de cores para a decor do seu cliente.


Há uma gama de influências culturais que afetam a visão de uma cor específica: associações políticas e históricas (cores de bandeiras, partidos políticos), associações mitológicas e religiosas (referências à cor em textos espirituais) e associações linguísticas (expressões), para citar algumas.


O Simbolismo da Cor nas decorações


Qual é a cor da vida? Vermelho


Não importa a raça, religião ou crenças pessoais, estamos todos unidos pela mesma força vital, o sangue que flui através dos rios vermelhos de nossas veias.


Qual é a cor do amor? Vermelho ou Rosa


Uma cor visualmente quente, o vermelho representa o amor intenso da paixão e da sensualidade. Enquanto isso, rosa, uma tonalidade mais suave, sugere um amor mais suave e feminino, usado muitas vezes em decorações para representar delicadeza.


Qual é a cor da Felicidade? Amarelo


Depois de um longo inverno, o retorno do sol amarelo e das flores da primavera são razões para fazer a maioria das pessoas sorrir, usado na decoração para dar uma sensação de dinamismo.


Qual é a cor da Esperança? Amarelo ou Verde


Em alguns países como o Canadá, enquanto um ente querido está fora em guerra, as famílias exibem fitas amarelas nas paredes da casa da família para manter viva a esperança do seu retorno em segurança.


Nos Estados Unidos e na Europa, o verde é frequentemente associado à esperança devido à sua relação com a primavera e à sensação de florescer, usado na decoração para alegrar a decor em contraste com um rigoroso inverno.


Qual é a cor da Tranquilidade? Azul


Universalmente associado com o mar e o céu, um fenômeno natural bem conhecido em todo o mundo, o azul na decoração instila uma sensação de estabilidade interior.


Qual é a cor do ciúme? Verde


Em 1603, William Shakespeare se referiu ao ciúme como um “monstro de olhos verdes” em sua trágica peça "Otelo". Hoje em dia, a frase idiomática “verde de inveja” é comum no Ocidente.


 

VERMELHO


REF. SN601601R

Tons populares:


Vermelho: Forte, brilhante e profundo, geralmente combinado com azul ou violeta.

Marrom: Marrom-escuro-avermelhado, seu nome vem da palavra francesa marron (castanha).

Vermilion: Um pigmento vermelho ou escarlate brilhante, originalmente feito a partir do mineral em pó cinnabar.


A maioria dos dicionários define o adjetivo de “vermelho” referindo-se ao fogo ou sangue. Como representante do calor e do coração, o vermelho invoca sentimentos fortes na decoração tanto no sentido positivo quanto negativo. Veja todos os papéis de parede vermnelhos da Kan Tai.


Nas culturas ocidentais, o vermelho também simboliza na decoração emoção e paixão, amor e perigo. O vermelho é poderoso e sexy. É a cor que a Dama de Vermelho usa, uma mulher arquetípica que é irresistível e não é confiável. É a cor que as mulheres usam mais frequentemente para pintar os lábios ou unhas. Em Hollywood, é a cor que se desenrola como um tapete para celebridades, os deuses e deusas modernos adorados no Ocidente.


Na China, o vermelho representa felicidade, boa sorte e prosperidade. Como é uma cor tão auspiciosa, as pessoas tradicionalmente a usam para grandes celebrações, como o Ano Novo. Nos casamentos, a noiva usa vermelho. Durante feriados e outras ocasiões especiais, a doação inclui envelopes vermelhos contendo dinheiro.


A bandeira japonesa é um retângulo branco com um círculo vermelho no centro. A maioria das crianças japonesas muitas vezes desenham o sol como um grande círculo vermelho.


Laranja


REF. SY105040R

Tons populares:


Coral: Vívido avermelhado-laranja, como os corais do mar.

Pêssego: Laranja iluminado a um amarelo pálido, semelhante na tonalidade ao fruto de seu nome.

Salmão: Rosado-laranja, em homenagem à cor da carne de salmão.

Laranja é a cor mais fácil de ver em luz fraca. Então, não é de surpreender que botes salva-vidas, coletes salva-vidas e boias vêm na coloração “laranja de segurança”. Nos Estados Unidos, as placas de “Desvio”, bem como os coletes dos trabalhadores rodoviários, também são laranjas para garantir que sejam visíveis.


No Ocidente, a laranja tende invocar o outono na decor. Na América do Norte, lembra o brilho de uma vela no sorriso esculpido de uma abóbora. Quando combinado com preto, representa o Halloween, uma época em que a separação entre mundos é mais tênue. Alguns sugerem que as cores foram escolhidas pelas suas associações opostas: laranja sendo o calor da vida e preto a escuridão da morte.


O mundo ocidental também associa laranja com frivolidade e diversão, inclusive nas decorações. Palhaços costumam usar perucas laranjas. Pinturas mitológicas tradicionalmente retratam Baco — o deus da produção de vinho, fertilidade, loucura ritual e êxtase religioso — em vestes laranjas.


No sudeste da Ásia (ou seja, Laos, Tailândia, Camboja e Mianmar), monges budistas da tradição Theravada usam mantos coloridos no tom de açafrão e em seus temploes. Os monges escolheram essa tonalidade séculos atrás devido ao corante disponível na época, mas a tradição continuou até o presente. Hoje esses países associam o que é sagrado com a cor laranja.


Há um fenômeno nos Países Baixos chamado Oranjegekte (mania laranja) que ocorre durante grandes eventos esportivos, o Grande Prêmio de F1 e um feriado anual que celebra o aniversário do rei. Quando a mania laranja toma conta dos holandeses eles usam roupas laranjas e decoram seus carros, casas, lojas e ruas com laranja. Começou como uma forma de celebrar a família real holandesa – a Casa de Orange-Nassau.



Amarelo


REF. VI800402R

Tons populares:


Canário: Amarelo brilhante, se assemelha à plumagem da ave de mesmo nome.

Ouro: Amarelo vívido, às vezes metálico em cores, associado à riqueza.

Lemon Chiffon: Amarelo muito claro, como o de uma torta de limão-chiffon.


Precisa chamar a atenção na decor? Amarelo é a cor mais visível no espectro e a primeira cor que o olho humano nota. O pigmento de ochre amarelo remonta a milhares de anos, e assim foi uma das primeiras cores na arte humana. Por exemplo, a caverna de Lascaux na França tem uma pintura de 17.000 anos de um cavalo amarelo.


Enquanto isso, nos Estados Unidos, Canadá e Europa, pesquisas descobriram que as pessoas tendem a associar amarelo com gentileza e espontaneidade, mas também com ganância e duplicidade. As pessoas nos Estados Unidos também associam com covardia. Alguns acreditam que a expressão yellow bellied (“barriga amarela”) para covardes pode ter se originado de uma associação com a galinha, um animal que se assusta facilmente e foge com medo. O amarelo da gema de ovo pode ter sugerido esta ideia. No Brasil a cor também é associada à covardia, sendo comum usar o verbo “amarelar” para os que ficam com medo e desistem na última hora. Na decoração conseguimos pontos estratégicos para chamar atenção na decor, criando ancoras de suporte para uteis para criar um balanço visual. Veja todos os papéis amarelos da Kan Tai.


Na China, o amarelo tem fortes associações históricas e culturais. O primeiro imperador foi chamado de Imperador Amarelo. Após a Dinastia Song, que terminou em 1279, apenas o imperador foi autorizado a usar amarelo brilhante. Visitantes ilustres da China foram homenageados com um tapete e decorações amarelas. Na atual cultura pop chinesa, no entanto, um “filme amarelo” refere-se a filmes adultos.


Amarelo é uma cor sagrada na Polinésia, considerada a cor da essência divina e muito usada nas decorações. Nas línguas locais, a palavra amarelo é a mesma da cúrcuma, que se acredita ser a comida dos deuses.


Na história cristã, amarelo e ouro são frequentemente intercambiáveis. Diz-se que a cor simboliza a fé e a glória divina, por este motivo que muitas decorações de igrejas levam o amarelo, as auréolas douradas adornam santos em pinturas religiosas.


VERDE


REF. ML982802R

Tons populares:


Forest Green: Verde-amarelado vívido, se assemelha às árvores e plantas em uma floresta.

Limão: Verde-amarelo-vívido, em homenagem à fruta cítrica.

Oliva: Uma sombra escura, terrosa e suave.


Nas Américas, na Europa e nos países islâmicos, pesquisas mostraram que o verde é mais comumente associado à natureza, à primavera e à boa saúde. Por outro lado, os Estados Unidos e a União Europeia às vezes associam-na à saúde ruim, provavelmente em razão da descoloração da pele quando as pessoas estão enjoadas.


Verde significa seguir em frente na decor, associado a renovação. Vemos nos semáforos e até mesmo na indústria cinematográfica de Hollywood, onde o termo “greenlight” significa que um projeto criativo foi dado o sinal verde. Também está presente no processo de imigração dos Estados Unidos. Os estrangeiros recebem um “green card” quando têm permissão para ficar permanentemente no país.


A Irlanda é comumente conhecida como a Ilha Esmeralda porque seu campo é muito verde devido à chuva abundante. O cantor country americano Johnny Cash tem uma música sobre as exuberantes paisagens da Irlanda intitulada “Quarenta Tons de Verde”. No folclore irlandês e inglês, o verde é frequentemente associado a seres mágicos. Por exemplo, o leprechaun irlandês é comumente retratado em um terno verde. Diz a lenda que os leprechauns beliscam aqueles que não estão vestindo verde no Dia de São Patrício, um feriado irlandês que celebra seu principal santo padroeiro que as pessoas acabam usando muito verde na decor por causa dessa associação.


Cor tradicional do Islã, o verde está associado ao paraíso no Alcorão. Este texto sagrado afirma que o povo do paraíso usa verde e se senta sobre almofadas verdes em ambientes com decoração ampplamento verde. O verde também é dito ser a cor favorita do profeta Maomé, e a cor com a qual ele foi enterrado.




AZUL


REF. HK222901R

Tons populares:


Cerulean: Uma gama de cores que inclui azul-petróleo, azul-celeste, azure e cian profundo. O nome vem da palavra latina caeruleum, que significa “céu”.

Indigo: Azul rico profundo, perto da tonalidade azul no círculo cromático, em homenagem ao corante antigo.

Periwinkle: Azul-arroxeado bem claro, em homenagem à flor.


Enquanto a maioria das cores remete a elementos tangíveis (uma rosa vermelha, fruta laranja, limão amarelo ou grama verde), o azul mais frequentemente traz à mente o mar e o céu, e o espaço sonhador onde os dois se encontram. O azul transcende fronteiras culturais e é considerado a cor da tranquilidade em todo o mundo nas decorações. Ele acalma o espírito ao nos sentarmos na areia para ver ondas suaves banharem a terra. Esta também é a razão pela qual a maioria dos interiores de avião são azuis, para confortar passageiros ansiosos. Talvez seja também a razão pela qual a ONU (uma organização intergovernamental que visa manter a paz internacional) escolheu o azul claro como a cor de sua bandeira. A Kan Tai tem dezenas de opções com tonalidade azul em papéis de parede.


O azul tem significados religiosos ao redor do mundo. O Antigo Egito associou o azul com a divindade e o céu. Amon, a divindade-chefe do Império Egípcio (também conhecido como Rei dos Deuses), tornaria sua pele azul para voar (invisivelmente) através do céu. Enquanto isso, no hinduísmo deuses como Vishnu, Krishna e Shiva, são todos retratados com a pele azul. Quando se trata do catolicismo do século XII, a Igreja Católica Romana insistiu que os pintores colorissem a Virgem Maria com o novo e mais caro pigmento importado da Ásia: o ultramarinho. A cor, portanto, tornou-se associada à santidade e virtude.


O Nazar é uma conta de vidro azul também conhecida como o Olho Do Mal. Sua origem remonta ao Antigo Egito, onde acreditava-se que o olho do deus Osíris tinha poderes protetores. Agora é usado como um talismã protetor destinado a afastar o mal e trazer boa sorte em vários países, incluindo Turquia, Grécia, Paquistão e Irã.


Roxo



REF. EL203601R

Tons populares:


Lavanda: Pálido, roxo-azulado claro, muitas vezes associado com maciez e feminilidade.

Mauve: Roxo pálido contendo cinza e azul, em homenagem à flor malva.

Ameixa: Roxo avermelhado ou amarronzado, em homenagem à fruta.


A Europa e os Estados Unidos mais frequentemente associam o roxo à magia e ao mistério, à realeza e à fé religiosa. Ainda está ligado à riqueza nos dias de hoje porque já foi extremamente caro produzir tecido roxo, a Kan Tai de olho nesta tendência sempre esteve a frente com diversas opções roxas em seus papéis. Para produzir apenas um grama do pigmento roxo tyriano eram necessários nove mil pequenos moluscos. A tonalidade tomou seu nome da cidade comercial fenícia de Tiro, onde foi fabricada pela primeira vez, e a única cidade do mundo onde ela existia. A cor logo foi associada às classes imperiais de Roma, do Egito e da Pérsia, pois apenas os ricos e poderosos poderiam pagar por ela. Como esses antigos governantes eram muitas vezes considerados deuses, o roxo também passou a ser visto como uma tonalidade sagrada e hoje também é relacionada à espiritualidade. Até hoje o roxo tem essa associação nas decorações.


Misturar as cores primárias vermelho e azul produz roxo. Assim, a cor evoca uma sensação de ambiguidade, ou a qualidade de estar aberto a mais de uma interpretação. A cor também é frequentemente ligada à bissexualidade, devido em grande parte à bandeira do orgulho bissexual que combina rosa (representante da homossexualidade) e azul (sugestivo de heterossexualidade). Os Estados Unidos consideram um estado igualmente equilibrado entre republicanos (associados ao vermelho) e democratas (associados ao azul) como um “estado roxo”.


Em muitas culturas, roxo é a cor da morte ou luto. Viúvas tailandesas usam roxo, assim como os devotos enlutados católicos no Brasil. A Itália também associa fortemente o roxo com funerais. Portanto, os italianos consideram embrulhar um presente em papel roxo de mau gosto, e as noivas evitam a cor ao planejar seu grande dia. Até é considerado má sorte usar roxo em uma ópera italiana.



Preto


REF. NK530509R

Tons populares:


Ébano: Preto muito escuro, relativo à madeira escura que vem da árvore de caqui.

Jet Black: Um preto brilhante e profundamente escuro, referente ao material geológico “azeviche”.

Marta: Preto-amarronzado escuro, relacionado com a pele do pequeno animal de mesmo nome.


Como a “cor” mais escura, o preto é o resultado da ausência ou absorção completa da luz visível. A Europa e a América do Norte frequentemente associam-no ao luto, magia, mal, elegância e morte.


Muitas religiões ao redor do mundo acreditam que o mundo foi criado a partir de uma escuridão primordial. A teologia cristã afirma que o preto era a cor do universo antes de Deus criar luz. Também se refere ao Diabo como o “príncipe das trevas”. Kali (a deusa hindu do tempo, da mudança e da morte) é retratada com pele preto-azulada ou escura. Seu nome em sânscrito se traduz em inglês como “Ela Que É Negra” ou “Ela Que é a Morte”. Na Índia, o preto também é a cor da proteção contra o mal. Às vezes, um ponto preto é pintado sob o queixo de uma pessoa ou atrás das orelhas para proteger contra o mau-olhado. Os japoneses associam preto ao mistério, com tudo o que é sobrenatural, desconhecido e invisível, incluindo a morte. Nos séculosX e XI, acreditava-se que usar preto poderia trazer infortúnio, de modo que apenas renegados ou aqueles que haviam renunciado aos bens materiais ousaram usar a cor no tribunal. Também é comumente visto como a cor da experiência, como é evidente na faixa preta nas artes marciais, o mais alto posto que se pode alcançar.


A China liga a cor preta com água, inverno, frio e direção norte. Quando o primeiro imperador da China, Qin Shi Huang, tomou o poder, ele mudou a cor imperial de vermelho para preto, afirmando que o preto extingue o vermelho (a cor foi posteriormente alterada em 206 a.C.).


Enquanto muitos associam o negro à morte, os antigos egípcios associaram positivamente o preto à vida, devido ao solo negro rico que inundou o Nilo. Era também a cor do deus Anubis (governante do Submundo), que tomou a forma de um chacal preto e ofereceu aos mortos proteção contra o mal.


No ocidente o preto na decoração é associado luxo e neutralidade, sendo muito usado para aplicação de decoração Industrial e quando se quer um ambiente que combine com diversas peças.

 

Com associações culturais tão diferentes para as cores em todo o mundo, é importante ter uma compreensão básica desses significados ao engajar audiências de uma cultura diferente da sua nas decoraçõpes. Conhecendo o simbolismo, você poderá falar com seu público de uma forma culturalmente apropriada e eficaz.



861 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page